Arquivo

Posts Tagged ‘ichimoku’

Nuvens de Ichimoku (Ichimoku Kinko Hyo)

21 de Setembro de 2012 Deixe o seu comentário

Imagine um único indicador que mostre simultaneamente a direção da tendência, o momentum, as zonas de suporte e resistência, e ainda sinais de entrada/saída. Pois este indicador existe, e não é novo. Esse indicador é o Ichimoku, Nuvem de Ichimoku, ou, originalmente “Ichimoku Kinko Hyo”, que traduzido significa “Um olhar equilibrado do gráfico”. Este indicador foi criado por Goichi Hosoda em 1969, e está disponível no MetaStock.

À primeira vista, a Nuvem de Ichimoku pode parecer complicada quando vista sobre o gráfico, mas na verdade é bastante fácil de ser utilizada. Os conceitos são fáceis de entender e os sinais bem definidos. Seus 5 parâmetros são os seguintes:

  • Período Tenkan-sen: (Maior Máxima + Maior Minima) / 2. Padrão = 9.
  • Período Kijun-sen: (Maior Máxima + Maior Minima) / 2. Padrão = 26.
  • Período Senkou span: Fechamento do último candle plotado 26 períodos antes. Padrão = 52.
  • Período Chikou span: (Tenkan-Sen + Kijun-Sen) / 2. Padrão = 26.
  • Deslocamento horizontal: Número de períodos a deslocar o período Chikou span à esquerda. Padrão = 26.

Em termos gerais podemos dizer que se o preço do ativo estiver acima da nuvem, a tendência é de alta, mas se o preço do ativo estiver abaixo da nuvem, a tendência é de baixa. Há também as médias móveis, chamadas de Tenkan (MME de 26-períodos) e Kijun (MME de 9-períodos) que funcionam como o MACD, ou seja, o cruzamento da Kijun com a Tenkan para cima é um sinal de tendência de compra, e vice versa. Desse modo temos sinais de C/V iguais ao MACD (lembrando que aqui as médias são exponenciais).

Quanto à força do sinal, se este cruzamento (de compra) ocorrer acima da nuvem (kumo – área pontilhada), o sinal é forte. Dentro da nuvem, é normal, e abaixo dela é considerado fraco. Já a força da tendência, no caso de alta, se o preço estiver acima da Chikou Span, ela é forte. E o oposto também é válido. Se o preço estiver acima da nuvem, a tendência é altista, mas se estiver abaixo, é baixista. Os extremos da nuvem são considerados zonas de suporte e de resistência.

Experimente este indicador e veja os resultados!

Marcelo Creimer

Categories: Dicas Técnicas, MetaStock Etiquetas:
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.